Críticas

Crítica: Sufjan Stevens – Carrie & Lowell (2015)

Poderia ser este o disco que mais parte o coração já feito por Sufjan Stevens? Se foi a melodia colorida, os grandes metais, a ginástica vocal, os contos de estrelas; Mais definitivamente, se foi a explosão eletrônica do último álbum. Mas esperamos algo mais de Sufjan Stevens do que o inesperado?